Thursday, December 14, 2006

Trabalho realizado por:

-Miguel Nunes, nº18
-Pedro Martins, nº20
-Francisco Mota, nº4
-Tiago Amorim, nº26
-Bernardo Pestana, nº3

O Desporto

Um desporto é uma actividade física geralmente sujeita a determinados regulamentos. Para ser considerado um desporto tem que envolver habilidades e capacidades motoras, e normalmente regras instituídas por uma federação.

O caso Português

Portugal, sendo um país com os piores índices de actividade física, demonstra que somos o país fisicamente menos activo da União Europeia.
Querendo isto dizer que continuamos a desperdiçar os poucos investimentos no desporto, cujos os “frutos” são uma boa qualidade de vida, quer á escala individual ou dos vários sistemas de saúde.
Está comprovado, que se a população andasse pelo menos 30 minutos por dia, a população era muito mais saudável, mais feliz, havendo uma melhor qualidade de vida, o que levava a poupar em tratamentos hospitalares, medicamentos e todas outras despesas relacionadas com a saúde, que muitas delas são provocadas devido ao sedentarismo. Assim deixava de existir tanta invalidez, sofrimento e mortes.
Para se suceder esta mudança, tem de haver uma mudança por parte de macrointervenções político-sociais e económicas quer em pequenas comunidades como em grandes cidades.
Nestes projectos é muito importante incluir a terceira idade, pois nunca é tarde para começar ou voltar a começar a fazer desporto.
O trabalho por parte das faculdades de Medicina e médicos também é muito importante para sensibilizar a população.

Riscos da prática de actividade fisica:

A maio parte desses riscos são previsíveis e evitáveis, desde que a actividade física praticada seja adequada.
Isto tem sobretudo a ver com três aspectos:
- o tipo de actividades realizadas;
- o contexto clínico e etário do praticante;
- e sobretudo a intensidade a que a mesma decorre

Em relação ao último ponto, verifica-se que a partir de 3-5 dias por semana, já não há muito mais ganhos de saúde e o risco de lesões aumenta desproporcionadamente.

Concluindo, a prática de desporto traz grandes benefícios, se praticado sob a supervisão de um profissional, tendo em conta a idade e a intensidade do praticante.

Efeitos benéficos da actividade física regular

Nas doenças cardiovasculares: Melhora a pressão arterial e melhora o colesterol e outras gorduras do sangue

Nas doenças metabólicas: É fundamental no controle de peso e também na prenvenção da Diabetes.

No sistema locomotor: Evita a osteoporose (perda de osso) , os músculos ficam mais fortes, tem-se uma postura mais correcta, e previne e melhora as doenças crónicas das costas.

Na imunidade: Melhor capacidade de lutar contra infecções e menos cancros.

Na saúde psicológica: Mais auto-estima e auto-confiança, combate e evita a ansiedade, descarrega o stress, previne e ajuda a tratar a depressão, melhora certas capacidades intelectuais, promove a socialização e pode auxiliar na luta contra a droga.

No desenvolvimento Infantil: É importante no crescimento bio-psico-social, aumenta o reportório psico-motor e melhora o rendimento escolar.

Na qualidade de vida: Aumenta a capacidade funcional para as tarefas diárias e gera sensação de bem-estar.

O mínimo de actividade física necessária


Está estudado que o mínimo de actividade física que uma pessoa tem de fazer por dia é de 30 minutos, contínuos ou em dois ou três períodos.

Pode-se substituir esta actividade fisica diária por sessões de algum desporto, pelo menos duas vezes por semana.

Bibliografia: